terça-feira, 26 de julho de 2011

O Amor real não estar no Altar


Já era tarde da noite quando finalmente sentou-se. Respirou aliviada quando viu que quase todos os itens de sua lista estavam preenchidos. As rosas seriam vermelhas, seu vestido branco e curto com a calda longa, do jeito que sempre sonhara, a festa estaria deslumbrante, sua banda preferida havia sido contratada, era na igreja mais bela da cidade e o salão de festas o mais caro. Então lembrou-se dos convites, passou a pensar na lista. Pegou caneta e papel e escreveu o primeiro nome. Seus olhos automaticamente se encheram de lágrimas, sua caligrafia ainda era a mesma desde a adolescência, suas lembranças ficaram cada vez mais vividas, as cartas que mandara, os bilhetes que escrevera, as mensagens que recebia. Como um turbilhão, a saudade invadiu cada ínfimo pedaço de seu corpo, aquilo que custou a esquecer simplesmente reapareceu, como se todo esforço que tivesse feito para isso tivesse sido em vão. Já não conseguia mais segurar as lágrimas que agora caiam com muito mais frequência… Tudo por causa de um nome! Pensava ela. Respirou fundo e seguiu com a sua lista, a tranquilidade havia lhe deixado, apenas pensava em acabar com tudo isto e se casar, o mais rápido possível.

Os dias se passaram, os convites ficaram prontos. Ao checar se estavam todos corretos, pegou aquele com o nome que a fizera chorar no outro dia. Então, tirou uma caneta preta do bolso e no verso do convite escreveu as seguintes palavras: Como vai você? Passou-se tanto tempo, não? Desde que você se foi, me vi obrigada a seguir minha vida. Não foi por que eu quis, mas sim porque chegou uma hora que não aguentei mais esperar. Foram quase seis anos que estive apaixonada, e mesmo depois de tanto tempo ainda não consigo pensar em seu nome e a conjugação do verbo amar no passado. Quer a verdade? Ainda te amo, não importa se mês que vem estarei casando, quando eu te ver dentro da igreja olharei pra você e terei a certeza de que o amor da minha vida não está lá de braços dados comigo, com o vestido que sonhei usar com você, com a gravata vermelha que eu tanto quis que você usasse. Mas, mesmo com tudo isso, espero que esteja no meu casamento, que saiba que tudo lá eu já planejava desde que estávamos juntos, e então, se ainda existir alguma possibilidade em nós, grite ao padre que você tem algo para impedir o casamento, ainda que esse algo seja o amor, porque de todas as loucuras possíveis em uma vida, hoje eu sei que amar é a melhor delas. Então pegou seu carro, colocou o convite na caixa do correio deste seu velho novo amor e foi embora, na esperança de que a vida que tanto sonhara pudesse virar realidade.



Beatriz Pera - Fonte: Unholy confessions



P.S.: Assim pelo um Facebook? Sério? Você veio aqui sabendo que iria me gerar todos aqueles sentimentos. Sabia e brincou com isso. Por isso vinha aqui na tentativa de me convencer de algo, pra ver se assim sofreria menos. Você poderia  ao menos uma vez na vida ter sido grande e ter olhado nos meus olhos e ter me dito a verdade. Poderia ter me poupado dessa. Poderia ter me poupado tantos dedos no teclado. Mas por incrível que pareça eu não chorei e até agora nenhum indicio de que elas estão por escorrer dos meus olhos chegou. O dia estar lindo lá fora e hoje vou fazer coisas que você não poderá fazer mais. Mas agora também entendo o por que de tua mãe não me olhar nos olhos e ter  segurado toda a matraca dela. Vergonha! Vergonha por tantas vezes ter me chamando de vagabunda intereceira, que só queria dar um golpe, que queria engravidar, a menina pobre que mora depois da linha do trem, que ela um dia teria que colocar aparelho nos dentes com o dinheiro dela. Poderia guardar rancor por isso pelo resto da minha vida, mas não vou. Mas é engraçado como são as coisas, olha quem estar gravida agora e então pouco tempo(e eu que achava que nos tempos de hoje que filho não segurava ninguém, ta ai você a prova). Nem um ano se passou, lembro e tu lembras também como se fosse ontem, eu e você deitados em um quarto qualquer, perdidos um no olhar do outro, sentindo algo tão bom, algo tão carinho, tão amor pra vida toda... Outra coisa que chega  a ser engraçada é o fato de sua prisão. É agora você estar preso a alguém para sempre (ou não). Você estar sendo imposto a amar alguém e que acreditar que não, que realmente é apenas uma escolha sua. Lhe pedia tanta responsabilidade lembra? E agora e muitas outras vezes você vai lembrar disto e vai ver que o que eu lhe cobrava era tão pequeno, era tão simples e que agora sim, estar forçado a cumprir obrigações muito grandes, por consequência de sua irresponsabilidade. E sabe outra coisa, não irei apagar nada daqui, também não sei se irei te escrever mais. Mas sei de uma coisa e entendo o por que de outras. Quando tu usas as palavras "apenas e escolhas" é só pra tentar diminuir tudo que sentis, pra tentar engolir tudo e conseguir seguir. Sei que ninguém ama alguém mais que outra, mas disso tenho certeza "você me ama mais" e doí por isso por que você sabe que meu amor por ti sempre foi gratuito e esse amor você não terá mais, por ter feito escolhas burras, por ter sido idiota. Lhe atormenta e dói mais o "vou me casar", por que você não vai se casar com quem um dia você realmente sonhou estar lhe esperando no altar. E por vários dias você ira sentir uma dor, você vai lembrar e vai ter raiva, não de mim, mas de você mesmo, por tanto me amar. Essa dor é a mesma que eu sentir por muito tempo, mas em mim ela uma hora vai passar, por que um dia eu vou amar novamente e vou amar gratuitamente esse alguém e não forçado como você estar sendo agora. Um dia você também sentira um dor tão grande que não ira aguentar e ira chorar e vai vim aqui, me ler, ver como estou, tentar suprir algo e vai relutar pra dizer saudade. E um dia como aquele velhinho da história ira gritar meu nome, vai gritar uma dor, vai gritar em algum bar olhando o fundo do copo, por estar vivendo uma vida sem vida. Tentará por muitas vezes olhar tua família (mulher e filhos) e colocar na balança e dirá a se próprio que é mais feliz assim, que ganhou mais com tais escolhas e as lembranças que você quer digerir como "apenas" irão tomar conta e você verá que perdeu muito, que finalmente me perdeu de vez, que perdeu tudo e vai descobrir que sim, amor é tudo, que amor é tudo no mundo quando se tem de verdade. Não escrevo tais coisas te querendo mau e você sabe disso, saiba que sempre vou querer teu bem. Que seja por muitos momentos feliz.


Quero acreditar que agora por fim conseguistes arrancar tuas raízes de mim. Assim espero. Te amo até agora, amanhã,  já não mais sei!

Um comentário:

  1. Olá,
    Muito interessante teu blog, já estou seguindo!!!

    “É nesse ar fresco que meus cabelos são levados, é neste perfume que os lírios exalam...”

    Abraços,

    Rafah
    Blog Eternus!
    Http://eternizadoempalavras.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Você lê e sofre. Você lê e sorri. Você lê e engasga. Você lê e tem arrepios. Você lê, e sua vida vai se misturando no que está sendo lido. Caio F. Abreu